VAZIO

Tenho um vazio em mim
que me enche de incertezas
desquadra-me de início ao fim
apodera-se de minhas fortalezas
sonda meus pensamentos
enche-me de devaneios
libera medonhos tormentos
e devora tortuosos segredos.
Existe um vazio pleno
de abismos sedentos
que ora me consolam,
ora me apavoram.
Consolo que nasce da dor
e eternizam o pavor
do vazio que me consome
de ser bicho-homem,
neste turbulento mundo
de tantos absurdos
que me isolam no vazio
de desejos reprimidos,
de sonhos desfeitos,
aprisionados em meio
a intransponíveis muros.

(Marta Cortezão)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s