BAÍA TUPÉ

Saudosa baía Tupeba,
teus braços me acolhem
tal um abraço materno.
à distância, te olho
e sinto a melancolia
que te faz surgir em recortes
como imponente rainha
desta tribo de grande porte.
Deusa das águas,
rio negro onde correm amores
que em mim deságuam
curando feridas e dores.
Tens a Hélio e Diana,
por tua beleza, cativados.
Preciosa baía insana,
por devoção, sou teu escravo.
Quero seguir refém
deste amor que liberta.
Se além ou aquém,
meus versos para ti serão,
amada Baía da aldeia Tupeba!

(Marta Cortezão)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s